Tudo o que você precisa saber sobre drywall

Drywall é o nome dado tanto ao sistema, quanto as chapas que compõe o sistema. O sistema constitui-se por estruturas de colunas feitas em aço galvanizado fixadas do piso ao teto por parafusos, onde são instaladas placas de gesso envolto em papel-cartão, o chamado drywall ou gesso acartonado. Versátil e Maleável, seu uso proporciona trabalhos arrojados, com recortes, curvas e desníveis criando centenas de formas.

Se comparado a alvenaria tradicional que produz 30% de resíduos, o sistema de drywall produz somente 5% de resíduos, além de não gerar descartes tóxicos e ser uma extremamente estrutura leve e de fácil instalação. Se você deseja reformar sem fazer muita sujeira, sem desperdiçar material, mas ainda assim, garantir um acabamento de qualidade, o drywall é o que você procura.

Sendo uma grande tendência, que vem ganhando força quando o assunto é design e decoração, o estilo proporciona muita versatilidade e maiores opções de design. Vamos conhecer um pouco mais?

Flexibilidade para os acabamentos

O drywall é um material muito leve e com espessuras reduzidas. Sua instalação é rápida e o acabamento é impecável, adaptando-se facilmente a qualquer necessidade.

Além de resistente, as chapas proporcionam uma estética diferenciada para forros, sancas, estruturas curvas, abóbodas e paredes sinuosas, com raios de curvatura de até 30 cm, além de possibilitar dividir ambientes com melhor aproveitamento do espaço e embutir a iluminação no teto.

Melhor conforto acústico e térmico

O material que compõe o drywall é naturalmente isolante, além de ajudar a regular e estabilizar a temperatura dos ambientes. O sistema composto pelas chapas e estruturas metálicas também agem como uma excelente barreira acústica, proporcionando melhor conforto acústico.

Proteção contra o fogo

O gesso que compõe a chapa de drywall é anti-inflamável, além do mais, o sistema possibilita a utilização de espumas, lãs e outros materiais que retardam chamas.

Alguns ambientes possuem maior propensão a incêndios e altas temperaturas. Para esses casos, o projeto precisa de materiais com maior tempo de resistência ao fogo.

Resistência à umidade

Existem uma chapa específica para áreas com umidade que contém agentes como silicone e parafina, que repelem a água e protegem contra respingos, escorrimentos e vapor, tornando-a, inclusive, mais segura para receber revestimento, como azulejos, pastilhas e porcelanato. Esse tipo de chapa é feito especificamente para ser utilizado em cozinhas, banheiros, lavanderias e áreas próximas a piscinas.

Fácil reparo e suporta grandes cargas

O gesso acartonado além de ser de fácil instalação, permite reparos rápidos e emendas na superfície sem exigir grandes reparos, remover um pedaço da chapa sobre o local do reparo e, logo depois, fechá-lo com uma placa.

Além do mais, as placas suportam até 10 kg e, diretamente nos perfis metálicos o limite de peso é 18 kg. Caso seja necessário instalar objetos com peso acima disso é fundamental recorrer a placas de reforço, em madeira ou aço galvanizado.

As aplicações do Dryall

Existem diferentes tipos de chapa de drywall, cada qual indicada para determinadas finalidades:

Chapa Branca

Esse tipo é recomendado para áreas secas, como paredes internas e forros já que seu material não é próprio para ser exposto a umidade.

Chapa Verde

Este é um Drywall específico para ser utilizado em áreas úmidas, como cozinhas, banheiro ou áreas externas, que precisam ser resistentes à água e a chuva.

Chapa rosa

A chapa rosa é resistente ao fogo e seu desempenho varia conforme a espessura, sendo as chapas mais grossas mais resistentes. A chapa rosa garante que, em casos de incêndio, o fogo não se alastre para outras áreas com facilidade. O drywall é uma ótima opção para criar divisórias, iluminação embutida no teto, sancas e outros detalhes incríveis no design, além de proporcionar pequenas reformas com praticidade e sem muita sujeira. Gostou dessa dica? Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro das principais tendências de design e decoração!

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *